sexta-feira, 3 de março de 2017

Emma Straat

Minha primeira caminhada em uma rua
no solo da velha Europa.
Com meus amigos esquisitos de outras partes
Que também vieram...

Amsterdam, Amsterdoom

Rua de brinquedo
Com casas de boneca
Chuva fina
Barulho do Tram.
Caminho para Leidseplein...

Amstel no bar em frente,
Crazy Horse
Crazy Horse Pub
Cervejas multicoloridas
Bocas multiculturais
Viagens multiespaciais...

Meu primeiro beijo em solo estrangeiro,
Meu primeiro e último cingalês
(Ao som da Internacional)
A caminho de Leidsplein...

domingo, 12 de fevereiro de 2017

Noites na Avenida Goiás (Baudelaire na Avenida Goiás)

No Garden, onde fico sempre.
Na Avenida Goiás
Na verdade, Boulevard Goiás,
Com jardins e pracinha entre as vias.

Um pedaço de juventude
Onde ancoro, por vezes, um pedaço da minha velhice.
Noites na avenida Goiás
Noites com Baudelaire
E, pela manhã, apenas o barulho do chuva,
apenas o barulho do carros na Avenida Goiás...
Noites de amor adjetivado, fugidio,
que escapa antes da luz da manhã.
(e antes que eu volte à Brasília).


Tesão e explosão na Avenida Goiás!
E a enigmática figura de Baudelaire,
seu sorriso de baseado,
seus olhos quase fechados,
seus cachos quase feitos,
seus fluidos...
Os fluidos de Baudelaire...
A mão de Baudelaire no meu peito...
O jeans jogado no chão, misturado com as meias...

Pedacinho de lua nas frestas das nuvens de chuva.
Baudelaire na Avenida Goiás,
nas madrugadas da Avenida Goiás.

segunda-feira, 21 de novembro de 2016

Tempo

Árvores velhas
Ruínas
Rios
Florestas
Pedaços
Silêncio
Igrejas vazias...

Tudo passa.
Tudo já passou...
E eu estou passando.


Amor, paixão

Paixão, como ansiedade, eu conto em segundos...
Amor, como melancolia, eu conto em anos...

Os segundos fazem o mundo girar,
Os anos mantêm o mundo nos eixos.

A paixão me joga no fogo,
O amor me joga na água...

A paixão me empurra pro aeroporto,
E o amor, pra dentro de um barco.

A paixão me pulsa sobre uma cama,
E o amor me balança dentro de uma rede...

terça-feira, 11 de outubro de 2016

Dia Seguinte

Errei o caminho para a Feira do Guará
Não almocei
Não fui ao parque
Não ouvi guarani
Não falei com ninguém...
Lembrei-me, somente à noite, que não havia tomado tererê durante todo o dia...

quarta-feira, 4 de março de 2015

Liberdade

Senti hoje um gosto estranho no corpo,
A esperança foi-se...
Com ela foi-se o chão
E minha certeza de que algo podia ser certo.

A rosa não voltará.
Nem o verdadeiro amor...
A porta não se abrirá pela mão esperada
E nem aquele perfume forte inundará a sala...

Um minuto de angústia.
Dois minutos de medo.
Três minutos de pavor.
Quatro minutos de desespero...

Silêncio por um instante.

E liberdade para sempre.


quinta-feira, 12 de fevereiro de 2015

Brasilia

Folhas
                          Passarinhos
                                                           Geometrias
                          Pimenta Gota
Olhos Negros...


Hojas
                           Pajaritos
                                                           Geometrias
                           Pimienta Gota
Ojos negros....